segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Desculpas...

Desculpe caro leitor
Que aqui vive antenado
Fiquei ausente alguns dias
Por que estava ocupado
Mas agora estou voltando
E ao mesmo tempo deixando 
Desculpas, muito obrigado!

Desculpas por esperar
Meu verso metrificado
Minha noticia rimada
Tudo bem elaborado
Você não vai esperar
Tudo vai normalizar
Depois que estava ocupado

(Lalauzinho de Lalau)

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Muito obrigado Jesus...

Hoje eu acordei sorrindo
Com minha esposa do lado
Minha filha com saúde
No meu lar abençoado
E a outra filha também
Eu sorri e disse: amém
Meu Jesus muito obrigado

Quero agradecer a Deus
Pelo o espírito de luz
Que me acompanha na estrada
Na fé que Deus me conduz
O bom da vida é viver
Por isso eu quero dizer
Muito obrigado Jesus

(Lalauzinho de Lalau)

domingo, 18 de setembro de 2016

Os meus versos de repente...

Peixe bom é carapeba
Um prato bom é buchada
A mulher boa, é a cheirosa
Conversa! só de calçada 
Casa boa é a da gente
Pão francês só presta quente
Festa boa é vaquejada

Já disse isso, ta dito
Eu já falei, ta falado
 Da cabra quero o cabrito
O boi eu quero amarrado
Lá no pé da cajarana
Bebo só presta com cana
Pra dançar desmantelado

Graúna só presta solta
Galo campina também
Bebendo a água da fonte
Comendo qualquer xerém
Cantando ao raiá do dia
A mais linda melodia
Sem dever nada a ninguém


Novela, só a da vida
Filho, criado com os pais
 Amor, só presta de muito
Pra multiplicar a paz
Do amor, quero reprise
Só assim a gente vive
Cada vez mais, muito mais

 (Lalauzinho de Lalau) 

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Na hora que a fome aperta na campanha eleitoral...

Na hora que a fome aperta
Em campanha eleitoral
Eles na presa do voto
Não tem refeição normal
E na hora de comer
Come o que oferecer
De forma bem natural

Come pastel cheio de óleo
Sopa com pé de galinha
Pão de boia e ovo dentro
Come cuscuz com sardinha
Canja azeda requentada
Com pedaço de torrada
Ou suco quente e coxinha

De tudo o político come
Carne velha cheia de banha
Feijão na água e no sal
Numa alegria tamanha
Toma ate café gelado
E ainda diz: obrigado
Porque época de campanha 

É isso aí meus amigos!
Esquecem do bacalhau
Porque o tempo é corrido
Tudo fora do normal
E come de boca aberta
Na hora que a fome aperta
Na campanha eleitoral

(Lalauzinho de Lalau)

domingo, 11 de setembro de 2016

Na danada da política...

Pra tudo tem solução
Solução pra quem pratica
Na aula que a vida ensina
Toda matéria se explica
Quero deixar meu recado
Ando muito atarefado
Na danada da política

Por isso que ando ausente
E aqui o meu verso fica
Deixando um recado claro
De quem vem e quem critica
De quem vem pra elogiar 
Continuo a trabalhar
Na danada da política

(Lalauzinho de Lalau)
 
 

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Todo mundo quer ser bom e a lua falta uma banda...

Com tantas coisas no mundo
Do jeito que o mundo anda
O pequeno obedecendo
Porque o grande é quem manda
Do volume aumenta o som
Todo mundo quer ser bom
E a lua falta uma banda

Todos querem ser completos
E a nossa pobreza manda
No nosso Brasil querido
Como também em Uganda
Que o sofrimento é o tom
Todo mundo quer ser bom 
E a lua falta uma banda

(Lalauzinho de Lalau)

terça-feira, 6 de setembro de 2016

A cavalgada do sagrado coração de Jesus na Cachoeira-Caraúbas foi um sucesso...


Naquela terra querida 
Qualquer dia eu regresso
Pra levar o meu trabalho
 Repente que nunca meço
Pode ser grande ou pequeno
A festa ainda está valendo
Pra mim foi mais que sucesso

Na terra de Caraúbas
Foi lá na zona rural
Foi no Cachoeira
Evento sensacional
Uma bela cavalgada
Com toda rapaziada
E Lalauzinho de Lalau

A terceira cavalgada
Na fé que o povo conduz
Do sagrado coração
Do nosso eterno Jesus
Que ele traga amor e paz
Tudo isso e muito paz
E a bênção com a sua luz 

 


(Lalauzinho de Lalau)